II Seminário Internacional & IV Jornada Agricultura Familiar - Capa.jpg

Em 2015, líderes dos 193 países-membros das Organizações das Nações Unidas (ONU) se reuniram na cidade de Nova York, nos Estados Unidos, com uma missão: propor alternativas para Transformar o Mundo

 

Naquela ocasião, os representantes reconheceram que para erradicar a fome e a pobreza, problemas que assolam todo o planeta, seria necessário um acordo global para o desenvolvimento sustentável

 

Os líderes adotaram um plano de ação com 17 objetivos e 169 metas, das quais pelo menos 132 (78%) apresentam os Territórios Rurais como espaços importantes para o desenvolvimento sustentável. 

 

A importância dos Sistemas Alimentares para a transformação do mundo foi destacada no plano elaborado pelos líderes no segundo objetivo do documento: “acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição, e promover a agricultura sustentável.”. 

 

Os objetivos e metas propostos pelos representantes globais construíram uma Agenda que convoca governos, sociedade, empresas, acadêmicos e todos os seres humanos a se comprometerem até pelo menos o ano de 2030 com ações responsáveis, inclusivas, justas, equilibradas e que respeitem os limites do planeta para transformação mundial. 

 

Comprometidos com esse chamado, a Rede Brasileira de Pesquisa e Gestão em Desenvolvimento Territorial (RETE) e do Programa de Pós-graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural da Universidade de Brasília (PPG-MADER/UnB) promovem o II Seminário Internacional e IV Jornada da Agricultura Familiar. 

 

Nos dias 19 e 26 de maio, e 02 e 09 de junho, abriremos um espaço de discussões para “uma nova geração de políticas para o desenvolvimento territorial”

 

Nesta Jornada Internacional, professores e pesquisadores membros de cinco Redes e dois Núcleos de pesquisa em desenvolvimento rural e territorial localizados no Brasil, Colômbia e México, com apoio da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF), buscam identificar de forma conjunta com estudantes de graduação e pós-graduação, gestores públicos, representantes de movimentos sociais e organismos internacionais os desafios das políticas públicas para a agricultura familiar. 

 

Em rede de Redes e pelas redes, especialistas em desenvolvimento territorial e rural, gênero, sociologia rural e alimentação, economia do desenvolvimento, sociologia política e agricultura familiar do Brasil, Colômbia, México, Portugal e Espanha levantarão discussões articulando territórios rurais, sistemas alimentares e a agenda 2030 para construir, juntos e juntas, uma proposta de trabalho e um documento com alternativas para o Desenvolvimento Territorial sustentável na America-Latina.  

 

Na programação, momentos culturais nos conectam a essa Jornada. 

Pratique a divulgação solidária

Compartilhe o II Seminário e IV Jornada com amigos acessando nossas redes sociais

Redes sociais da RETE e do II Seminário e IV Jornada